Acesse nossos informativos no YOUTUBE e fique por dentro de nossas novidades :

 

https://youtu.be/XJRFGDCAxLU

 

 

Com a crescente demanda pelo uso do celular, a Vehtec lança ao mercado um carregador de Celular USB.. Sua aplicação pode ser a mais variada.

 

Consulte nosso  depto de Vendas.

 

A Vehtec Tecnologia LTDA, fabricante caxiense de luminarias LED, é a nova associada a ABILUX - Associação Brasileira de Industria de Iluminação - 

Novo Video informativo Vehtec

 

https://www.youtube.com/watch?v=InXM8r4f4CM&list=UUbL3n6X49jrHGOz2vu_-Zrg

 

 


A instalação de lâmpadas tubulares de LED é algo extremamente simples. A voltagem que ela necessita é a mesma utilizada para a iluminação convencional e para todos os eletrodomésticos e demais eletroeletrônicos que você tiver no seu escritório ou na sua residência. O mercado tem oferecido diversas opções de LED bivolt e algo importante de salientar é que as lâmpadas tubulares LED não necessitam da troca de fiação, os soquetes e também os disjuntores já existentes.

Na substituição (retrofit) das antigas fluorescentes tubulares por lâmpadas tubulares com tecnologia LED , é necessário fazer uma simples modificação na fiação já existente da luminária (aproveitando a luminária e fiação já existente), sendo assim não existem custos adicionais para a instalação . O driver já incorporado no produto LED Tube dispensa a utilização de antigos reatores.

Além disso, a instalação dessas lâmpadas, em qualquer ambiente requer muito menos manutenção, já que sua vida útil de até 50.000 é muito maior que a das lâmpadas fluorescentes, por exemplo, que possuem de 3.000 a 8.000 horas de vida útil. Devido a essa durabilidade de até 50.000 horas o ciclo de troca das lâmpadas é bem demorado, de maneira que menos material seja descartado.

Ainda que se gaste mais em um primeiro momento ao adquirir as lâmpadas, este custo logo se paga em médio e longo prazo.

A lâmpada Tubular LED pode ser instalada em luminárias tradicionais de lâmpadas fluorescentes Tubulares T8 com base G13.

 

Fonte : ledplanet.com.br


1.  O LED é livre de substâncias tóxicas

 
          As demais lâmpadas são fabricadas com metais pesados como mercúrio e para descartar as queimadas, existe um custo para descontaminação da lâmpada. OsLEDs são fabricados sem utilização de metais pesados. Sendo assim, são 100% recicláveis. Logo, no momento de descarte, não existe risco de contaminação do meio ambiente.
 
 
2.  Alta Durabilidade.
 
 
         Um fator importante para levar em consideração é a durabilidade da lâmpada. A vida útil de uma lâmpada incandescente comum gira em torno de 750 a 1.000 horas. As fluorescentes entre 7.500 a 18.000. Já as Lâmpadas de LED podem chegam ter mais de 50.000 horas. Se uma lâmpada fica acesa 8 horas por dia e 365 dias por ano, em média uma fluorescente dura 4 anos e as lâmpadas LED em torno de 17 anos.
 
 
3.  Não atrai insetos

 

      Pode dizer adeus para os insetos insuportáveis! O LED, diferente das outras lâmpadas, não emite raios UV (ultravioletas), por esse motivo diminui drasticamente a atração de insetos para a lâmpada. Além de não emitir UV, também não emite IV ( infravermelho ) que é o raio que esquenta a lâmpada.

 

fonte: especialize revista online

 

Cada vez mais, dúvidas rondam os consumidores a respeito da quantidade de lâmpadas necessárias para uma boa iluminação de ambiente. As dúvidas mais comuns são sobre a quantidade, a intensidade e a distribuição da luz.

A iluminação tem o poder de valorizar ou prejudicar um ambiente, o consumidor que para conseguir a iluminação desejada usa o “olhômetro” como base pode não estar fazendo a melhor opção, pois, um dos fatores que faz com que a orientação profissional seja necessária é que existe um tipo de iluminação adequada a cada função do ambiente, tornando essencial esses projetos de iluminação.

O profissional da área faz cálculos considerando os níveis adequados de iluminação estabelecidos pela norma NBR 5413 e as medidas do pé direito, cores do piso, cores das paredes, altura e formato das luminárias, o tipo de ambiente e a atividade que será exercida nele. Isso requer técnica e expertise, que só um profissional capacitado pode especificar.

Como explicar o cálculo luminotécnico é algo um pouco complexo, indicaremos abaixo alguns sinais de que a luz pode estar mal distribuída ou consumindo muita energia.

  • Ter “muita luz” não significa que um ambiente está bem iluminado – a distribuição é essencial;
  • Pouca luz no ambiente pode causar fadiga em algumas pessoas;
  • O desperdício de energia por excesso de luz acontece, por exemplo, em um ambiente que só tem uma lâmpada, e de alta potência, com alto fluxo luminoso; porém, se em algumas partes do ambiente fica escuro, não há uma distribuição uniforme da iluminação. Em situações assim, é mais econômico ter mais pontos de luz.

 

Assim como tudo que envolve tecnologias emergentes, encontramos dois grupos de usuários: os que resistem bravamente e buscam manter certa distância e os que rompem a barreira da “zona de conforto” e descobrem novas e poderosas ferramentas a serem exploradas.

Com LED acontece o mesmo. Muitos ainda desconfiam de seu uso, mesmo admitindo que possue uma emissão de luz contagiante, e os que já descobriram que seu uso pode ser uma porta para novas oportunidades, agregando valor aos seus produtos/serviços com tecnologia e sustentabilidade.

Vantagens:

1)    Tempo de vida útil – Possuem um tempo de vida útil em média de 50 mil horas.  Se ligado durante 8 horas por dia alcança até 17 anos de uso. Comparado, por exemplo, com uma lâmpada Fluorescente Compacta esse tempo chega no máximo a 10 mil horas (fonte: INMETRO).

2)    Luxo Luminoso – Praticamente não altera o brilho com o seu uso. Uma Fluorescente Compacta chega a perder 84% do seu fluxo luminoso após 2 mil horas de uso (fonte: INMETRO).

3)    Economia de energia – Este é um ponto que sempre é bastante explorado e dependerá de qual tipo de lâmpada e projeto de iluminação estamos comparando com uma luminária a LED. Normalmente é prevista uma economia de 10 a 30% porem dependerá de qual o resultado final é esperado para o ambiente.

4)    Não gera calor – Como não emitem raio infravermelho, não geram calor, ou seja, a superfície iluminada por LED fica na temperatura ambiente. Essa é uma vantagem absurda para ambientes refrigerados como escritórios que usam, por exemplo, lâmpadas Dicróicas. Mas vamos esclarecer que a luminária em si pode aquecer, dependendo da potência, mas nada comparado a uma incandescente.

5)    Emissão de ultravioleta e infravermelho – Exceto o LED, todas as fontes de luz conhecidas hoje (lâmpadas incandescentes, halógenas, vapor de sódio, vapor metálico, vapor de mercúrio, luz do sol) emitem raios ultravioleta e infravermelho.

6)    Não oferece risco de contato direto – Por trabalhar com baixa tensão, pode ser usado em ambiente úmido ou na água (como piscinas e banheiros) sem risco de choques. Luminárias de uso residencial podem ser instaladas em lugares baixos sem risco de queimadura por contato.

7)    Compromisso com meio ambiente – São considerados lixo comum, não demandando tratamento especial em sua fabricação ou descarte. Não tem em sua composição substâncias tóxicas, nem mercúrio, nem filamentos.

8)    Facilidade de integração – Sua utilização com outros componentes eletrônicos como fibra óptica, painel solar, baterias, etc é natural, abrindo um vasto leque de opções a ser explorado.

9)    Resistência a uso severo – Como se trata de um componente sólido, suporta bem a vibração, variação de temperatura e uso pulsante constante sem problemas.

10) Efeito tipo Flash – Mesmo quando usado em potências elevadas, permite o uso do efeito tipo Flashing ou seja, ignição instantânea.

VEHTEC TECNOLOGIA LTDA
RUA DANIEL ROSSI, 400 - 95076-100- BAIRRO BELA VISTA - CAXIAS DO SUL -RS - BRASIL
E-mail:
Fone
Ellite Agência Digital